fbpx

Programação

Conferências
Módulo 4: Novas tecnologias em regeneração óssea guiada

Marcelo Napimoga

Mestre em Cariologia – Universidade Estadual de Campinas; Doutor em Microbiologia e Imunologia – Instituto Forsyth, EUA e Universidade Estadual de Campinas; Pós-doutor em Imunofarmacologia – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP; Bolsista produtividade em pesquisa nível 2 CNPq; Diretor de pós-graduação, pesquisa e extensão, e coordenador dos programas de mestrado profissional em Odontologia e doutorado em Ciências Odontológicas – SLMandic; Avaliador de cursos de graduação em Odontologia do MEC; Consultor científico da ANR e da BSF; Vencedor do prêmio científico E. H. Hatton, atribuído pela divisão brasileira (SBPqO) da IADR; Coordenador do segmento nacional das instituições particulares de ensino superior do Foprop.
Data: Dia 19/03 (sexta-feira)
Horário: 14h50 às 15h30
Tema: Aspectos biológicos que devem ser considerados para uso dos ossos alógenos para reconstrução óssea
Abordagem: no início dos anos 2000, houve um enorme uso de ossos humanos congelados para poder atingir o ganho ósseo. Porém, dados científicos recentes demonstraram que estes ossos, mesmo após o processamento químico-físico, ainda mantinham capacidade imunogênica (de estimular o sistema imunológico do paciente receptor), fazendo com que o cirurgião-dentista repensasse em quais situações seria realmente necessário seu uso para reconstrução óssea. Nos últimos anos, novas tecnologias, técnicas e materiais possibilitaram novas abordagens para a regeneração óssea guiada, permitindo assim a reabilitação implantossuportada. Nesta apresentação, vamos conversar sobre as opções para o uso de ossos alógenos para reconstrução óssea, à luz da imunologia.